III Seminário Internacional MAP-FGM – “Respostas Institucionais ao C/MGF”

      Comentários fechados em III Seminário Internacional MAP-FGM – “Respostas Institucionais ao C/MGF”

Entrada livre com inscrição obrigatória através do formulário: https://goo.gl/forms/AzQLJAeYfwLKLP603


O Corte/Mutilação Genital Feminina (C/MGF) é, hoje em dia, uma realidade na Europa, onde se estima que mais de 500 mil mulheres tenham sido já diretamente afetadas, e onde cerca de 180 mil estão em risco todos os anos. Em todo o mundo, as últimas estimativas indicam-nos cerca de 200 milhões de mulheres afetadas. O facto de se tratar de uma prática conotada com as comunidades migrantes coloca desafios de resposta institucional vários – ainda mais tendo sido a prática criminalizada em 2015 em Portugal.

Devido à dificuldade de dar formação a profissionais no ativo, este projecto assume como seu objetivo a formação dos futuros profissionais nas áreas de Educação, Serviço Social, Psicologia, Antropologia, Direito, Saúde (Enfermagem, Obstetrícia), Comunicação, sobre a complexidade da prática e a necessidade de aquisição de competências interculturais. Para tal, foi criado um Guia Multissetorial que serve de suporte às formações e é composto tanto de conteúdos gerais, como de conteúdos específicos.

As atividades de formação do projeto são complementadas com a realização de Seminários Internacionais temáticos, nos quais se pretende abordar a complexidade inerente das respostas à C/MGF. Este Seminário no ISCTE-IUL pretende, assim, dar voz a especialistas de vários países africanos (nomeadamente Guiné Bissau, Senegal, Guiné Conakry e Mauritânia) e outros especialistas europeus a trabalhar sobre estes contextos e outras temáticas transversais, articulando estes contributos com a troca de experiências e com uma reflexão sobre as respostas institucionais em Portugal, promovendo um debate onde se possa retratar a realidade da MGF.

[+ info]