VII Fórum APA: Os trabalhos dos antropólogos fora da academia

      Comentários fechados em VII Fórum APA: Os trabalhos dos antropólogos fora da academia

VII Fórum APA: Os trabalhos dos antropólogos fora da academia

28 outubro 2017 das 10:00 às 18:00
Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea
Rua da Cerca, 2800-050 Almada

Organização: Associação Portuguesa de Antropologia (APA)
Apoio: Casa da Cerca e Câmara Municipal de Almada

ENTRADA LIVRE (A INSCRIÇÃO ANTECIPADA DÁ ACESSO A CERTIFICADO DE PARTICIPAÇÃO)

Inscrições:

  • Até 25 de outubro de 2017;
  • Mensagem para o endereço secretariado.apantropologia@gmail.com com o assunto “Inscrição VII Fórum APA” e indicação de nome completo;
  • Todas as pessoas inscritas e presentes no fórum terão direito a certificado de participação;
  • Qualquer pessoa que não esteja inscrita no fórum pode assistir mas não terá direito a certificado de participação.  

Apresentação

O termo trabalho tem, aqui, um sentido restrito: referimo-nos objectivamente ao exercício de uma profissão.

Todos os anos, a maioria das pessoas que conclui uma formação em Antropologia acaba por desenvolver uma actividade profissional fora do contexto tradicional da academia, no ensino ou na investigação. Se em muitas dessas áreas profissionais a Antropologia fica camuflada – ou mesmo invisível – noutros casos é suficientemente perceptível o recurso ou a solicitação à formação obtida.

É sobre esses exercícios profissionais, os trabalhos dos Antropólogos fora da academia, que neste Fórum se pretende juntar testemunhos e debates, sobre os acessos, as funções, o reconhecimento, as expectativas, os percursos e os contributos, na sua variedade de campos e de constituição de horizontes.

Uma primeira sessão será dedicada aos testemunhos e exemplos pessoais de práticas profissionais em diversas áreas em que os formados em Antropologia têm trabalhado: do ambiente ao turismo, às autarquias locais, ao património cultural, à intervenção social.

Além dessa dimensão testemunhal, pretende-se que o debate permita discutir o que pode haver da Antropologia nessas práticas e o que a sua reflexão e teorização podem trazer à Antropologia.

Numa segunda sessão, serão apresentadas e discutidas algumas áreas profissionais, já configuradas ou em construção, dirigidas particularmente aos formados em Antropologia ou que lhes são acessíveis e onde se pretende que eles possam ter lugar próprio e reconhecido.